Referências: 4×03 – A cultura pop está melhor para as mulheres?

OI AMIGAS! Chegamos para as referências de um episódio mais do que especial. Tanto porque temos uma convidada especialíssima (Pode entrar, Karoline Gomes!!) como porque esse foi um episódio especial para o dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Então discutimos: A cultura pop está mais feminista?

Nessa conversa, falamos sobre música, TV e cinema e sobre as mudanças desses mercados. Quais foram os divisores de água? Como está o discurso feminista nesses meios? E ele tem mudado nos bastidores?

Tudo isso, é claro, sem esquecer de interseccionar as lutas de raça e direitos LGBT.

VEM OUVIR NOSSA ANÁLISE:

Também no Itunes: https://apple.co/2kfQXdl

E como #EmbaixadoresSpotify que somos, também fizemos uma playlist para acompanhar o episódio. Só fica ligada no recado que essa playlist tem pra te dar:

PLAYLIST:


TEXTOS E REFERÊNCIAS PARA SE APROFUNDAR NO ASSUNTO:

• Recording Academy Issues Two Letters and Positive Statistics on Female Representation, but Admits ‘It’s Not Enough’ | Variety http://bit.ly/2EY9xkw
The limits of Celebrity Feminism | BitchMedia http://bit.ly/2BSLfd4
‘Marketplace Feminism’ and the Commodification of Empowerment | In These Times http://bit.ly/29ILnOd


#PDPRECOMENDA

Seguem aí nossas dicas pra vocês conhecerem coisas incríveis desse mundão, preferencialmente cultura pop feminista e/ou feita por e para mulheres:

Karoline Gomes: A Karol tem QUATRO recomendações. São elas:

  • 1ª temporada de American Crime Story: The people vs Oj Simpson. Trailer aqui.
  • Pantera Negra, né mores????? Se ainda não viu por favor largue tudo AGORA e vá ver.
  • Issa Rae. Assim, tudinho dela, mas se quiser conhecer mais sobre essa deusa criadora de “Insecure”, veja seu canal do Youtube.
  • Dear White People, série da Netflix que como o nome indica é pra você mesmo pessoa branca, mostrando uma caralhada de nuances do racismo e nos dando aula de empatia e se colocar no lugar do outro.

Marina Burini: “O ano em que disse sim”, um livro de SHONDA DEUSA RHIMES. Sim! Shondinha nos conta sua história de aceitação, abraçar a vida e tudo mais. É uma autoajuda (que ajuda mesmo) vindo da mulher que adora destruir nossos corações.

Nana Soares: One Day at a Time, cristal cubano da Netflix. É um sitcom de 2017 que tem duas temporadas e que aborda 43854375964 questões sociais de uma maneira muito linda E TEM RITA MORENO no elenco ❤


Faltou algum link? Sabe de mais textos e referências e quer compartilhar? Como estamos dirigindo? Sugestão de tema?

Fala com gente pelo Facebook,  TwitterInstagram ou Spotify.

É isso, beijos de luz!

@maburini, @soaresnana (e @tecaperosa sempre <3)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s