Episódio Especial: Melanie C

Se você acompanha o Pop Don’t Preach, sabe que na última semana dedicamos todo nosso conteúdo à ex-Spice Girl Melanie C, que veio para o Brasil divulgar seu novo álbum Version of Me. Teve post completíssimo contando a trajetória de vida da cantora, playlist especial, live direto do pocket show e para coroar, apresentamos aqui um episódio especial com o áudio da coletiva de imprensa e uma entrevista exclusiva com a cantora, que fizemos em parceria com o Spotify!

Como dessa vez o conteúdo está todo em inglês, preparamos uma super tradução para vocês acompanharem o episódio e ouvir a Mel C falando sobre as Spice Girls, sua carreira solo, O Girl Power e o apoio dos fãs LGBT e sobre como é ser uma cantora de pop de 43 anos.

COLETIVA

Pergunta: Você tem um grande apoio do público LGBT desde a época das Spice Girls e na sua carreira solo. Porque você acha que essa comunidade se identifica tanto com você?

Melanie C: A primeira razão é porque eles têm muito bom gosto (risos). Acho que o que era maravilhoso da Spice Girls era que éramos tão inclusivas. Éramos todas indivíduos diferentes e acho que isso é muito importante sobre a comunidade LGBT. Todas as nossas mensagens eram sobre igualdade. A gente falava do “Girl power” (poder feminino) mas na verdade era sobre igualdade e as pessoas realmente se identificam com isso. E eu sou muito orgulhosa disso.

 

Pergunta Pop Don’t Preach: Quais sua impressão dos fãs brasileiros?

Melanie C: Eu estou inundada de amor. Realmente demorei muito tempo pra voltar ao Brasil desde que eu estive aqui com as Spice Girls e eu vi tantos fãs brasileiros no Reino Unido e na Europa quando eles viajavam só para me ver e ver meus shows. Finalmente estar aqui, e foram os fãs que me trouxeram até aqui, foi graças a determinação e paixão deles que eu pensei “eu tenho que ir para lá”. Por sorte nós conseguimos. Eu prometo que não vai levar 20 anos de novo. Eu vou voltar em breve, esse é meu desejo.

 

Pergunta: Eu tenho um canal focado no empoderamento de garotas e, como muitos, nós somos inspiradas pelo o que as Spice Girls trouxeram para a gente. Queria saber se você tem orgulho da geração Girl Power que nós temos hoje e se você imaginava naquela época que tudo que vocês fizeram iria se transformar em coisas como essas.

Melanie C: É muito incrível o legado que as Spice Girls deixaram quando o assunto é girl power e como nós inspiramos as pessoas. Eu falo muito disso, porque acho que 20 anos depois..muitos dos nossos fãs eram jovens e agora eles etão na casa dos 20 ou 30 e eu encontro muitas pessoas. Alguns dele estão na indústria, são DJs, artistas, jornalistas, outros estão na vida “comum”, mas as muitas histórias que eu ouço são como as Spice Girls os influenciaram e os deram confiança para ser eles mesmos, para ser indivíduos. Isso me deixa tão orgulhosa e sei que todas as outras Spice Girls sentem o mesmo, nós somos muito orgulhosas disso. Na época nós não tínhamos ideia. Nós estávamos apenas sendo quem nós éramos e o girl power veio meio acidentalmente. Nós descobrimos o sexismo na indústria e no mundo do entretenimento e ficamos muito bravas com isso. Quando começamos como banda a gente só queria cantar, se apresentar e ser famosas, autografar e fazer coisas divertidas, mas foi por causa das experiências que tivemos que começamos a falar de Girl Power e começamos a ter uma mensagem importante.

 

Pergunta: Sobre o álbum Version of Me: você planeja lançar outro single?

Melanie C: Eu realmente quero, na verdade. dedos cruzados! Se tiver como, eu lanço outro single. Posso perguntar? Se for pra ter outro, que música seria?

Resposta: Digo por mim e por outros fãs que “Room for love”.

Melanie C: Eu sabia! (risos). Fique de olho.

 

Pergunta: Eu queria saber sobre o processo de gravar o Cd. Qual a música mais difícil de gravar? E você ouviu algum cantor ou cantora brasileira?

Melanie C: Primeiro sobre o álbum: foi muito interessante gravar esse álbum porque eu queria fazer algo muito diferente das coisas que eu fiz antes. Eu pessoalmente me sinto muito diferente, que eu alcancei um novo capítulo na minha vida, e era importante que minha música refletisse isso. Muitas músicas eu escrevi do jeito tradicional, com meus colaboradores. Tem uma música chamada “Something for the fire” que eu escrevi com 2 parceiros de uma banda muito bem sucedida no Reino Unido, e foi muito acústico, foi um jeito muito tradicional. Mas eu queria que esse álbum soasse mais eletrônico e moderno então foi interessante trabalhar com um dos meus produtores. Nós estávamos tentando encontrar um som que fosse atual, contemporâneo, mas algo que encaixasse em mim. Porque eu sou uma artista pop madura, eu não posso competir com as mais novas do que eu. Então foi bem divertido explorar novos sons, e acho que a música do álbum que levou mais tempo pra ficar do jeito que a gente queria é uma música chamada Blame, muito importante para mim. Eu realmente amo o resultado final, mas ela começou como uma balada muito tradicional. Foi muito divertido ver a transformação da canção. No álbum eu adoro, mas até você ver ao vivo eu acho que você não entende o poder da música e da produção.

 

Pergunta: Você pretende cantar com algum cantor brasileiro ou gravar algum clipe aqui, já que o Brasil tem tantos lugares bonitos.

Melanie C:: Lembrei que não respondi a pergunta dos artistas brasileiros. Estou muito animada, amanhã eu volto pro Rio e vou conhecer a Anitta e nós vamos cantar juntas, eu estou muito animada com isso. Essa é minha primeira viagem ao Brasil, estou aqui explorando e aprendendo sobre comida brasileira, artistas e músicos brasileiros, então quanto mais tempo eu passo aqui mais conhecimento eu vou ter sobre com quem eu gostaria de trabalhar junto.

Comentário: Comida é feijoada, eu te levo da próxima.

 

Pergunta: Eu queria saber como é para você se manter na indústria depois de tanto tempo e quais seus objetivos para o futuro

Melanie C:Acho que como para qualquer artista que é sortudo o suficiente para ter uma carreira longa, há altos e baixos. Eu tive muitos altos e baixos na carreira, e é muito difícil. Eu sou muito abençoada por ter sido parte das Spice Girls e isso é algo que as pessoas no mundo todo ainda estão interessadas. Ainda há uma grande base de fãs muito leal. Isso me permite continuar. eu me senti diferente sobre a minha carreira em momentos diferentes da minha vida, mas nesse novo álbum eu me sinto muito entusiasmada e com uma nova energia. eu me sinto muito ambiciosa de novo, como eu me sentia quando era nova. Então eu me acho muito sortuda por me sentir desse jeito a essa altura

 

Pergunta: Em suas palavras, como você definiria a “versão atual” de você?

Melanie C: Eu acho que cada álbum é uma versão de mim daquele momento, do que estava acontecendo na minha vida e no mundo, a maior diferença com essa é que eu realmente me sinto…eu não sei, é estranho. Tem momentos na sua vida que você sente que são recomeços e acho que esse álbum é sobre isso. É sobre estar animada com o futuro, não ter medo de mudanças e desafios. Eu estou muito convencida que idade não interessa. Eu trabalho em uma indústria, especialmente no Reino Unido, em que tudo é sobre a juventude. Música pode ser feita e curtida por pessoas de qualquer idade, e acho importante que qualquer pesosa, em qualquer carreira, possa fazer o que quiser, não interessando a idade.

 

Pergunta: Pra gente que é fã, é muito emocionante te ter aqui perto. Queria saber qual a vantagem e a desvantagem de ter a própria gravadora?

Melanie C: É muito bom estar aqui e encontrar muitas pessoas que eu já encontrei na Europa. Com as mídias sociais eu posso ter contato direto com meus fãs, então as vezes eu encontro pessoas e sei o que está acontecendo na vida deles, o que é muito bizarro, mas amável. Acho que as mídias sociais formam uma comunidade internacional que nos deixa mais próximos.

A melhor coisa de ter minha gravadora é ter liberdade completa. É comum, quando você tem contrato com uma grande gravadora, haver pressões. Você tem que mudar para tocar nas rádios, eu sou muito sortuda porque na minha carreira nunca precisei me comprometer mais do que eu estava confortável. A desvantagem é que com grandes gravadoras você tem muito mais estrutura e dinheiro, então eles gastam mais com marketing, e têm mais poder e impacto na mídia, têm outros artistas e contatos.

 

Pergunta: Você sentiu algum receio quando se desligou das Spice Girls? Algum tipo de insegurança na jornada solo? E a principal diferença da Melanie spice Girl pra Melanie de hoje.

Melanie C: Essa é uma pergunta interessante, porque as vezes eu sinto que a gente muda muito, mas em outros momentos você olha pra trás e pensa “nossa, eu não mudei nada”. Acho que nós evoluímos. Nós temos novas experiências e, com fé, ficamos mais sábios e fazemos escolhas melhores, mas acho que a nossa essência nunca vai embora.

As Spice Girls foram um período incrível, mas como tudo na vida tem seu lado ruim. Que nem as mídias sociais, que nós falamos. A banda era ótima, mas quando nós nos lançamos na carreira solo nós estávamos exaustas. Nós viajávamos o mundo, nos apresentamos em todos os lugares e estávamos longe de casa e sentindo saudade da familia e dos amigos, tinham coisas muito difíceis. Eu nunca estive preocupada em seguir em frente, pareceu muito certo naquele momento. Eu sou uma artista solo há muito tempo, mas eu sempre serei uma Spice Girl e sempre serei orgulhosa disso.

 

Pergunta: Como mudou seu processo de composição de Northern Star até hoje?

Melanie C: Eu realmente não sei. Recentemente eu pensei sobre as minhas músicas e as das Spice Girls. Óbvio que as das Spice Girls eram muito diferentes porque nós compúnhamos coletivamente..Mas desde o Northern Star não tem mudado muito, acho que o que muda são as suas influências por causa das suas experiências. como muitos artistas, eu tendo a escrever sobre desafios. As vezes os tempos sombrios são mais inspiradores, quando você está feliz você só quer se divertir e não escrever músicas. É quando você sente pena de você mesmo (risos). Como uma pessoa que ouve música, eu os artistas e canções que eu gosto são os que me dão esperança, e acho que continuei com isso na minha escrita desde as Spice Girls. Escrevo músicas que me ajudam a ter força. Quero fazer isso para quem me ouve também.

 

Pergunta: Por que na capa de Version of Me você preferiu mostrar a tatuagem e não o rosto?

Melanie C: Há várias razões, na verdade. Desde a época das Spice Girls as pessoas conhecem essas tatuagens, é frequente quando eu estou na rua as pessoas me reconhecerem por elas. A outra coisa é que eu gosto da ideia das pessoas reconhecerem e..acho que queria atrair as pessoas. Acho que estou olhando muito internamente nesse álbum.

 

Pergunta: Qual é sua rotina fitness atualmente?

Melanie C: Meu maior desafio no momento é que eu sou tão ocupada promovendo o álbum e viajando constante, mas os exercícios são uma parte importante da minha vida. Me ajudam a me sentir forte física e emocionalmente, me prepara para os shows e para cantar. Eu geralmente fico em hoteis e eles todos têm academia agora, é ótimo. Se eu não consigo, eu saio para correr. Eu também participo de Thriatlons na Inglaterra e faço Yoga. Acho que o que é muito bom é que a indústria fitness aumentou muito e há muitas oportunidades de tentar coisas diferentes. Eu amo isso, acho que variedade é bom para o seu corpo.

 

Pergunta: E sua risada famosa?

Melanie C: Minha risada famosa? Eu não dou risada do nada, me conta uma coisa engraçada! Te peguei, né? (risos).

 

Pergunta: Você ainda faz ziga-zig-ah?

Melanie C: O que significa? (risos) Nós costumávamos dizer: “o que você quer que signifique”

 

Pergunta: Ano que vem você fará 20 anos de carreira. Você pretende fazer algo comemorativo?

Melanie C: Nossa, eu não tinha pensado nisso, mas agora que você falou, eu quero! Se algo acontecer, lembra que a ideia foi sua, tá?


EXCLUSIVA

Thiago: Olá, eu sou o Thiago (Spotify)

Nana: Oi, eu sou a Nana

Thiago: agora vamos fazer uma rodada rápida de perguntas e aí você me diz a primeira música que vem à sua cabeça quando te perguntar, ok?

Melanie C: Ok! Papa Don’t Preach!

Nana: é uma música incrível!

 

Thiago: Uma música boa para ouvir enquanto você treina…

Melanie C: Eu amo Harder Better Faster Stronger do Daft Punk!

 

Thiago: com qual artista você gostaria de fazer uma parceria?

Melanie C: eu adoraria trabalhar com a Sia! Eu a amo!

 

Thiago: Qual foi o ultimo artista que você descobriu e se apaixonou?

Melanie C: recentemente o ultimo álbum que fiquei completamente obcecada foi o do Jack Garratt. Ele realmente me inspirou no som que eu gostaria de criar nesse novo álbum.

 

Thiago: O que você anda ouvindo? Qual a música que mais ouviu nos últimos dias?

Melanie C: Eu estou tentando descobrir novas músicas. Tenho ouvido Jamie Woon, que é novo para mim… e James Blake…Eu costumo ouvir muita música pop porque minha filha tem 8 anos e sempre rouba os controles, então ouvimos muito do Ed Sheeran e Little Mix…e eu amo Charlie Puth no momento, amo Attention, é uma ótima faixa. Ela tem bom gusto, estou gostando de ouvir “música jovem”

Thiago: ela aprendeu com você, claro

Melanie C:é (risos) a mamãe é a favorita dela, claro. ou é o que ela diz.

 

Thiago: agora me diga uma música sua, mais obscura, que não foi single mas você queria que mais pessoas conhecessem…

Melanie C:oh essa é boa! Tem várias, acredito ter várias…A canção Reason, do meu segundo álbum eu queria muito que tivesse sido single.

 

Thiago: e falando da música de outras pessoas, você tem uma canção favorita, que mudou sua vida, que toda vez que ela toca você para pra ouvir?

Melanie C: Bem, a canção que vem à mente… o motivo por trás dessa canção, as garotas que cresceram comigo na escola, sempre que íamos para festas e casamentos, sempre que essa canção tocava nós íamos pra pista, era nossa música…e é Love Shack, do B-52’s.

 

Thiago: Ok, qual a sua música favorita das Spice Girls?

Melanie C: Eu acho que minha canção favorita das Spice Girls mudou, eu amo todas as baladas, Too Much é uma música realmente linda.

 

Thiago: você acha que prefere as baladas do que as mais animadas?

Melanie C: Olha desde que fizemos as Olimpíadas, em 2012, Spice Up Your Life se tornou minha favorita, pois tem uma memória maravilhosa junto dela, foi uma noite incrível.

 

Nana: Como a pressão da mídia te afetou, na época das Spice Girls e atualmente? E qual conselho você daria para as jovens mulheres?

Melanie C: Eu diria…Quando as Spice Girls surgiram, em 1996, eu tinha 22 anos. Na época eu me achava muito adulta e centrada. Mas na realidade acho que ainda era muito jovem. É muito difícil ter sua vida particular se tornando domínio público, e também ler a opinião das pessoas sobre você – o que acontece mais agora, com as mídias sociais. As pessoas parecem mais corajosas, mais cheias de opinião, e mais cruéis também. Lá atrás nós lidávamos com tablóides, com a imprensa e era muito difícil. Eu achei muito difícil. Minha confiança ficou abalada, me senti muito insegura. Agora mais velha, com a idade veio a sabedoria, e eu me sinto muito mais confortável na minha própria pele. Ainda sou criticada, como todos somos, especialmente enquanto figuras públicas. Às vezes machuca, quando estou em um dia mais vulnerável, mas no geral eu não ligo. Tem coisas muito mais importantes do que isso. É engraçado, tenho 43 anos agora e o que venho pensando é em quem eu era antes de achar que tinha que ser “alguém”, quem as pessoas esperavam que eu fosse, ou quem eu achava que “tinha” que ser. Não importa quem você seja, a sua essência é a coisa mais importante, nós nos afastamos tanto disso… Então estou tentando recapturar isso, porque quando eu era jovem isso era puro; tudo que eu amava, tudo o que eu queria, minhas paixões eram muito puras e eu acho que realmente devemos abraçar isso.

 

Thiago: perfeito, muito obrigada!

Nana: muito obrigada!

Melanie C: obrigada vocês! Foi um prazer conhecê-los!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s